Engenharia de Qualidade, muito mais que Quality Assurance

Engenharia-de-Qualidade-muito-mais-do-que-Quality-Assurance

Engenharia de Qualidade, muito mais que Quality Assurance

“A primeira regra de qualquer tecnologia utilizada nos negócios é que a automação aplicada a uma operação eficiente aumentará a eficiência. A segunda é que a automação aplicada a uma operação ineficiente aumentará a ineficiência.” 

Bill Gates 

Quando o Fórum Econômico Mundial divulgou, no início do ano passado, uma lista com 96 profissões do amanhã, baseada em dados do LinkedIn, o novo coronavírus ainda não havia se espalhado pelo mundo, não imaginávamos o que viveríamos, nem a aceleração que a pandemia provocaria nos negócios. Na lista de empregos emergentes, aparecia, classificada como baixa escala de oportunidade, uma das novas carreiras que mais têm sido requisitadas na área de desenvolvimento de produtos digitais. Estou falando da engenharia da qualidade, ou engenharia de QA (Quality Assurance) como é conhecida. 

A crescente demanda por esses profissionais deve-se ao aumento de novas aplicações desenvolvidas pelas empresas e pela baixa qualidade dos códigos produzidos por aí, intensificada pela pandemia, que fez subir e muito a régua da qualidade nos produtos digitais, uma vez que produtos ruins aumentam as taxas de abandono e piora os resultados do negócio.  

Na era em que o cliente deixou de ser o agente passivo e passou a coparticipar da construção dos produtos, sendo parte dos squads, avaliando nas lojas de aplicativos, ou destruindo a reputação nas redes sociais, a carreira dos engenheiros de QA ganhou mais espaço e seu papel tem sido fundamental para quem desenvolve produtos e serviços de base tecnológica.  

Aqui na Inmetrics, trabalhamos engenharia da qualidade de ponta-a-ponta e entendemos que qualidade não é apenas a ausência de bugs, mas também a fluidez da experiência do usuário, a escalabilidade das aplicações e eficiências de custo de infraestrutura on premise ou em cloud. 

Muitas pessoas do mundo da tecnologia nem imaginam que a engenharia da qualidade não é necessariamente executada por engenheiros de software, ou por testadores funcionais. A carreira integra vários conceitos, desde estatística, melhoria contínua, UI, UX até DevSecOps. Ela se faz mais do que necessária para qualquer empresa que esteja entrando ou já esteja presente no mundo digital. 

A engenharia de qualidade também é uma das portas de entrada para quem quer começar uma carreira em TI, mesmo para quem ainda não sabe programar. Isso porque muito do seu escopo de trabalho está relacionado à análise dos processos, ao planejamento e coordenação de atividades de testes ao longo do desenvolvimento de um software. Para quem se interessar, há vários cursos que preparam para o mercado. Segundo o Glassdoor, o salário médio de engenharia de qualidade no Brasil é de cerca de R$ 8.5 mil podendo chegar a R$ 13 mil. 

Ainda em 2020, em outubro, o Fórum voltou a divulgar outro relatório sobre o futuro dos empregos. Desta vez, a escala de oportunidade para a carreira de engenharia de QA passou de pequena para grande. Essa significativa mudança é um reflexo da nova realidade, que só tende a acelerar.  

Autor: Robson Del Fiol, Diretor de Vendas e Relacionamento da Inmetrics